Cancel Preloader

Exposição de mapas mentais

  • João Paulo Ramos
  • 08 Out, 2019
  • 0 Comentários
  • 1 Min Read

A propósito dos mapas mentais, já em 1880 o escritor Ramalho Ortigão dizia:

O desenho é a base de todo o ensino escolar e de toda a educação do homem. A fonte de todos os conhecimentos humanos é a observação. Toda a noção que não se baseie na observação dos fenómenos tem o caráter anedótico, não tem o caráter científico. Por isso todos os pedagogos, desde Friedrich Froebel, exigem que a educação da criança principie pela adestração dos sentidos no exame direto de todas as propriedades dos corpos, a cor, a forma, o volume, o peso, etc., é pelo estudo do desenho que logicamente deve começar qualquer instrução. O exame da forma convencional das letras, que serve de base à leitura, deve vir depois do exame da forma das coisas que serve de base ao desenho.

Fazendo jus às palavras de Ramalho Ortigão e às aprendizagens essenciais na disciplina de Geografia, decorre, nas duas escolas com 2.º e 3.º ciclos do agrupamento, desde o dia 23 de setembro e até 11 de outubro, uma exposição de mapas mentais dos alunos do 3.º ciclo, numa extensão da atividade em sala de aula para o exterior (7.º ano, com mapa de Portugal durante a primeira semana, 8.º ano com mapa da europa, na segunda semana, e o 9.º ano com o mapa mundo, na terceira semana).