Cancel Preloader

Cinoterapia

  • João Paulo Ramos
  • 12 Nov, 2020
  • 0 Comentários
  • 1 Min Read

Cinoterapia no Agrupamento de Escolas António Rodrigues Sampaio

Ainda o novo ano letivo dava os primeiros passos quando, pela primeira vez, foi dada oportunidade aos alunos com Necessidades de Aprendizagem Específicas (NAE) de experienciarem um dos ramos da Terapia Assistida por Animais (TAA), a Cinoterapia, que é uma terapia que considera o animal como parte integrante de um processo com vista ao bem-estar físico, social, emocional e cognitivo dos indivíduos. Aqui é atribuído ao cão o papel de facilitador, pois este possui uma afeição natural pelas pessoas, permitindo uma resposta positiva ao toque. Não é “de graça” que o cão é o melhor amigo do homem, não é mesmo? Em conjunto, animal e profissionais envolvidos atuam de forma a estimular as crianças e jovens, contribuindo para o seu bem-estar e consequentemente para o sucesso educativo.
Conscientes da importância desta terapia, para mais em tempos de pandemia, quando o isolamento é palavra de ordem e o apelo é ficar na “bolha” protetora, a cinoterapia, pelas mãos da AMAR21, Associação de Apoio à Trissomia 21, sedeada na cidade de Barcelos, bate-nos à porta, cheia de magia e vontade de ajudar. Integrada no projeto “Patinhas 21”, projeto cofinanciado pelo Programa de Financiamento a Projetos do INR, I.P, tornamo-nos parceiros na caminhada, e eis que, agora, todas as terças feiras, é ver a alegria dos nossos alunos com as traquinices da Francisca, a já nossa “Chica” de quatro patas, que tem feito as delícias de todos.

Partilhamos AQUI registo da alegria de que falamos!